imageMaior volume registrado foi de usuários de drogas (32% dos atendimentos) e familiares que buscaram informações sobre como ajudar seu parente

 

Brasília, 26/5/15 – Até o início de maio, o serviço Ligue 132, que oferece orientações e informações sobre os riscos do uso de drogas, atendeu mais de 10 mil pessoas. Apenas em abril foram 2.538 atendimentos de ligações oriundas de todo o Brasil.

Inaugurado em 2005, Ligue 132 é um serviço nacional do programa “Crack, é possível vencer”, do governo federal, que tem como objetivo prevenir o uso de drogas no país.

A maior parte registrada foi de usuários de drogas (32% dos atendimentos) e familiares que buscaram informações sobre como ajudar o seu parente (23%, sendo 17% apenas mães).

De acordo com a coordenadora do Ligue 132, Maristela Ferigolo, por utilizar uma metodologia própria, cada atendimento é personalizado e único. “A pessoa recebe atendimento especifico para seu caso conforme o estágio motivacional que se encontra. São utilizadas estratégias que possibilitarão o individuo a pensar e refletir sobre seu comportamento-problema”, ressalta.

A cocaína é a droga mais questionada no ano, totalizando 29% das ligações, ficando na frente de substâncias como álcool (26%), tabaco (23%) e maconha (18%).

São Paulo é o estado com o maior número de ligações, com 23% dos atendimentos realizados em 2014. Em segundo ficou Rio Grande do Sul com 8,3%, seguido do Rio de Janeiro, com 5,5%.

O serviço 132 funciona 24 horas por dia, de forma sigilosa e gratuita. O programa é uma parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad/MJ), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e AMTEPA. Todos os atendimentos são feitos por profissionais capacitados na área da saúde e voltados para motivar o usuário abandar o uso de drogas.

Gabriel Ferreira Ludwig

Assessor de Comunicação AMTEPA

(51) 8118-9704

Ministério da Justiça

 

Curta facebook.com/JusticaGovBr
www.justica.gov.br
imprensa@mj.gov.br
(61) 2025-3135/3315